domingo, 9 de setembro de 2007

Os Mendigos e o Rato

Eram dois mendigos, compartilhando do mesmo beco imundo e escuro. Ao sentirem seus estômagos se corroerem pela fome, usaram de suas ultimas forças para buscarem seus alimentos.

De repente,algo parecia se mover pelo chão da viela. Aparentemente era uma barata, mas nas trevas noturnas não se podia distinguir suas formas.

Os dois se entreolharam e partiram de encontro àquilo que acabaram de notar. Levantaram os sacos de lixo que emparedavam seus ambientes e enfim acharam o que nem sabiam que estavam procurando, um rato!

Para quem procurava uma barata, aquilo pareceu ser um presente divino. Um suculento camundongo que atiçava ainda mais a fome de ambos. Mesmo assim, seria pouco para os dois.

Um dos mendigos partiu para cima do rato, o outro vendo que poderia perder seu alimento, partiu para cima deste. Dalí travaram uma luta de vida e morte em defesa de suas subsistências.

Finalmente, um conseguiu que o outro ficasse fragilizado após receber tantos golpes. Porém, o prêmio da infeliz contenda já tinha se esvaído do local.

Talvez esse texto seja apenas fictício, mas neste país nada impede que seja real. Aceitamos todo dia condições que nos colocam cada vez mais à margem da sociedade. Muitas vezes nosso pacifismo nos torna inertes ao perigo da luta cotidiana. Se não quisermos brigar por um rato um dia, devemos plantar hoje a árvore que nos alimentará amanhã.

1 Comentários:

Blogger Mestre Kame disse...

AA

9 de dezembro de 2007 01:45  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial